Magnetoterapia, uma técnica eficaz para aliviar a dor

O que é a magnetoterapia?
O uso da magnetoterapia tem milhares de anos e ainda é uma grande promessa para o futuro. A magnetoterapia é a aplicação de campos magnéticos ou aparelhos electromagnéticos no corpo em benefício da saúde. É um método natural usado para aliviar a dor, reduzir a inflamação, restaurar a energia natural do corpo, aumentar a circulação sanguínea, evitar ou reverter uma infecção, promover o processamento de toxinas metabólicas e apoiar o processo de cicatrização. A terapia magnética é um método de tratamento não-invasivo, com uma taxa de sucesso muito alta e tem muito para oferecer, tanto na prevenção como no tratamento de doenças crónicas.


O que é a magnetismo?
Em qualquer material capaz de ser magnetizado, existem grupos de átomos com a sua própria orientação magnética dispostos ao acaso. Quando esse material entra em contacto com um campo magnético forte, os grupos de átomos são reorganizados e alinham-se. Como os grupos de átomos ficam alinhados, eles projectam um campo magnético.

A energia magnética tem nomes diferentes. Algumas pessoas chamam de energia ou força vital, os chineses chamam de Chi, os índios conhecem-na como Prana. A verdade é que a energia magnética é uma força básica da vida e é encontrada em toda a natureza.


Como funciona a magnetoterapia
Na realidade os ímans não curam as doenças. A ciência sabe que o corpo humano é composto por várias células que se combinam para formar o sangue, tecidos, ossos e órgãos. Estas células estão em estado constante de renovação. O Dr. Robert Becker, um dos principais médicos que defende o uso da magnetoterapia, acredita que a força que estimula o crescimento e divisão celular é a energia eletromagnética.

Ele e outros cientistas alegam que quando a energia das células do corpo se esgota, o organismo tenta “recarregar” as células desgastadas enviando impulsos de energia eletromagnética do cérebro através do sistema nervoso.

James Souder, presidente da Norso Biomagnetics em Raleigh, Carolina do Norte, afirma que os estudos realizados em animais, e um exame microscópico dos vasos sanguíneos, indicam que o fluxo sanguíneo é estimulado pelo movimento dos campos magnéticos através do tecido, este é o factor dominante no campo.


Aplicações da magnetoterapia
A magnetoterapia acelera o processo natural de cura do corpo humano. A terapia magnética pode impulsionar o sistema imunológico a entrar em acção. Também aumenta a capacidade de transportar oxigénio no sangue e uma nutrição de forma mais eficaz de todo o corpo para um melhor desempenho.

Algumas possíveis aplicações:

  • Redução ou eliminação da dor. Ao estabilizar o sistema nervoso e influenciando outras funções orgânicas que muitas vezes é um tratamento eficaz.
  • Aumento do fluxo de sangue. Os efeitos naturais dos ímans melhoram o fluxo sanguíneo e melhoram as funções imunológicas. Em alguns homens pode melhor a função sexual e nas mulheres, pode aumentar o prazer sexual.
  • Asma. A magnetoterapia ajuda a reduzir alergias que contribuem para a asma.
  • Ossos fracturados. Ajuda a uma cicatrização mais rápida. Acredita-se que promove a regeneração de tecidos e ossos.
  • Dor nas costas. Colchão magnéticos, almofadas, assento de carro e outros dispositivos são úteis para reduzir as dores nas costas.
  • Toxinas no corpo. A magnetoterapia pode ajudar a remover as toxinas do corpo. Isso melhora as funções imunológicas e ajuda a reduzir sintomas de gripe e acabar com o vírus mais rapidamente.
  • Dores musculares. A magnetoterapia pode ajudar a aliviar a fadiga ou dores musculares. Além disso, vai ainda ajudar a dormir melhor.
  • O uso de terapias alternativas como a magnetoterapia está em crescimento, onde cada vez mais pessoas encontram alívio ou mesmo uma solução eficaz para determinado problema de saúde. Se tem problemas de ossos, musculares, dores nas costas, problemas de circulação

Magnetismo, melhora a qualidade química/Física do Sangue, melhorando a circulação sanguínea, deixando as pessoas imunes a doenças. 

 

 

O universo é dominado por três grandes Energias: Nuclear, Gravitacional e Magnética. A terra é um grande imã e vivemos sob a influência constante do seu importante magnetismo que provém do seu núcleo, emanando energia vital para a saúde de todos os seres vivos. Cientistas japoneses concluíram o que eles chamam de "A maior descoberta do século". Nos últimos 500 anos, a Terra perdeu 50% do potencial de seu magnetismo somático e continua perdendo 5% dessa força magnética a cada século, isso provoca nos seres vivos a "Síndrome da Escassez Magnética". 

Síndrome da Escassez Magnética - (Falta de Magnetismo) A má circulação sanguínea é um dos problemas gerados pela falta de magnetismo, podendo causar: cansaço, desânimo, artrite, reumatismo, visão cansada, cãibras, arteriosclerose, cólicas menstruais, diabetes, dores de cabeça contínuas, enxaqueca, dores no peito, dores nas juntas, cansaço nas pernas, rigidez da nuca, dores no nervo ciático, desinteresse sexual, esgotamento físico e mental (stress), espasmos intestinais, fraqueza nos braços e pernas, ácido úrico, hemorragias, insônia, mal funcionamento dos rins, prisão de ventre, diarréia, pés e mão frios, sinusite, tonturas, varizes e alterações na pressão arterial. 

HISTÓRIA

A CIÊNCIA comprovou que o Sol, a Lua e todos os Astros do Universo transmitem ondas de energia capaz de formar um campo magnético ao redor do nosso planeta. A terra, por sua vez, possuí em seu núcleo uma intensa atividade chamada Magma, que gera o campo magnético que envolve o Globo. Esse campo magnético da Terra juntamente com a energia do Sol, forma um emaranhado de raios invisíveis que influenciam no metabolismo de todos os seres vivos e que uma vez absorvidos pelo organismo, promove o equilíbrio necessário para a nossa adaptação ao meio ambiente. No oriente, a utilização do campo magnético como prevenção de doenças ereposição de energias existe há mais de 2000 anos, utilizando pequenos magnetos extraídos de rochas com pedras imantadas com poder até de manter a juventude, tanto que Cleópatra usava um imã na testa para manter a sua beleza. Infelizmente, a vida moderna não permite ao homem um convívio saudável com a natureza da qual fazemos parte e a poluição provocada pelo "progresso" está a cada dia diminuindo a nossa interação com o nosso próprio habitat. O resultado é o aparecimento de enxaquecas, dores musculares, insônia, má circulação sanguínea, cansaço, indisposição, etc... Esses sintomas ao longo dos anos vão refletir em doenças do coração, úlceras e gastrites, hipertensão e envelhecimento precoce das células em geral por falta de equilíbrio metabólico. O corpo humano em contato com o solo ou com um campo magnético reagirá conforme a sua necessidade, isto é, se houver excesso de magnetismo ele expulsará e se houver falta ele o captará e o resultado será sempre benéfico, aliviando tensões do sistema nervoso central, regularizando o metabolismo das células, e melhorando o sistema circulatório. Com o fluxo sanguíneo otimizado, o próprio organismo melhora sua autodefesa eliminando toxinas e reagindo contra os sintomas das chamadas doenças modernas. Regulando a pressão arterial, diminui o risco de derrames e infartos ao mesmo tempo em que a regeneração das células propicia mais energia o que significa mais disposição para o trabalho, exercícios físicos e conseqüentemente mais qualidade de vida. A reposição dessa Energia Magnética utilizada hoje nas mais modernas clínicas com diversos aparelhos disponíveis no mercado é uma alternativa preventiva que proporciona e mantém a vitalidade e saúde humana, com a vantagem adicional de não causar dependência ou produzir efeitos colaterais.

Dr. E.K. Maclean, famoso oncologista de Nova York, teve sucesso ao tratar de casos adiantados de câncer com um ativador - eletromagnético . Ele alega que o "câncer não pode existir num forte campo magnético". Fonte do livro "MAGNETOTERAPIA - ÍMÃS PARA A SAÚDE" - página 29 , de M.Matheus de Souza, o primeiro - terapeuta a abrir um consultório em S.Paulo em 1987, para tratamento de doenças com magnetos - Rua Guaraiuva nº1354 - (11) 5506-2100. Desta forma através de depoimentos, os colchões magnéticos e ortopédicos auxiliam no tratamento de - muitas doenças, bem como, auxiliam à evitar muitas doenças.